Como a banda Black Sabbath influenciou minha vida parte 1

Tags

, ,

O que seria sem mim ouvir Black Sabbath? Com certeBlack_Sabbath_by_gaebeat_wallpaperza essa pergunta me fez questionar o que eu seria sem uma das melhores bandas do mundo, mas pra mim a melhor. Eu sei os defeitos da banda, como a voz de Ozzy Osbourne no começo da banda, ele realmente não é um excelente vocalista, acho que até o Tony Iommi concordaria comigo antes da banda começar e depois da briga deles em 1978 (risos), ele não canta bem? Pode ser que ele não é o top 10 da minha lista mas ai você me questiona “Para ter uma banda precisa ter os melhores de cada função não é?” Pode ser que sim, mas Black Sabbath não é aquela banda que você fala que é espelho para algo. Mas ela é uma banda que a melodia, percussão e compasso faz melhorar a voz do big man Ozzy. Incrível? É só você perceber a diferença do Ozzy solo com ele no Black Sabbath, Tony, Geezer e Bill melhora a voz do cara que você não vê as falhas da sua voz. Porém porque ele é importante nesta banda? Ozzy foi e ainda é o front man mais engraçado do Heavy Metal, as suas loucuras no palco faz dele a banda ser mais animada do que cult como suas letras políticas daquele Reino Unido, bastante conturbado com as grandes domínio dos conservadores ingleses como Sir Wiston Churchill, Sir Anthony Eden, Harold MacMillan, Sir Alec Douglas-Home e especialmente Edward Heath na época dos melhores álbuns do Black Sabbath, como: Black Sabbath, Paranoid, Master of Reality, Vol 4 Sabbath Bloody Sabbath. Por tanto devo ressaltar que nesta época só teve um governo trabalhista que durou 4 anos que foi do Harold Wilson (1964-1970), mas se você observar as letras do Black Sabbath, as críticas maiores são das que nesse período de guerras sem necessidades, principalmente a do Vietnã, que estava em seu êxtase, também destaco a Guerra Fria, foi um dos períodos mais quentes, que afeto nosso país e a America Latina, com as ditaduras ultraconservadoras, financiadas por nada mais que as grandes potências ocidentais, EUA e UK, até a revolução cubana em 1958 foi financiada, mas Fidel Castro e Raul Castro deu um “golpe” nos yankees. Mas esse assunto específico vou deixar para outro post.

                         Black Sabbath é de Birmingham, com certeza você apaixonado por futebol, como eu, conhece os dois principais times da cidade: Birmingham City Fotball Club Aston Villa Football Club. Apesar de eu não ser como os europeus de torcer por o time da minha ideologia que no caso é a Sociedade Esportiva Palmeiras, sou muito distante dessa realidade envolver futebol com política, porém eu sei que religião, futebol e política tem o mesmos seguimentos, você que está lendo isso, não ouça aqueles que dizem que Futebol, Religião e Política não se discute, se discute sim ou você quer se prender a esteriótipos? Senso comum? Acredito que você tem mais que isso para aproveitar da sua vida, os detalhes são muito importantes para construir o seu senso crítico. Voltando ao Black Sabbath, sabemos que ele e o Aston Villa tem uma forte ligação. Não por ser da cidade mas pela questão da ideologia da banda ser paralela com a banda. Que é do mesmo que o Labour Party. 

Fugindo de política, o Black Sabbath também foi um dos percussores da relação do mundo místico com o mundo real. Você amante ou curioso de Ocultismo, deve gostar da banda por ela representar muito bem esse lado mais “sombrio” pode ser considerado por muitos ultraconservadores católicos, que é daquele-que-não-deve-ser-nomeado, mas será mesmo que não podemos encontrar a verdade na Luz escondida por muitos? Um das músicas que chama atenção desse tema é After Forever segundo single do álbum Master of Reality. No começo da música eles te questionam: “Você já chegou a pensar sobre sua alma – pode ser salva?/Ou talvez você pense que quando você está morto só fica na sua sepultura/Deus é só um pensamento dentro da sua cabeça ou ele faz parte de você?/Cristo é só um nome que você leu em um livro quando estava na escola?” Deixar bem claro que não foi a influência total da banda que me fez sair do Cristianismo. Mas foi a da banda que me fez questionar tudo que eu via, tudo que eu escutava, acredito que foi a banda fez crescer essa parte de ser esse ser tão crítico com as questões que eu sempre me perguntei, sobre minha existência, não abalou minha fé por Deus, mas pela religião em si, que era o Cristianismo na época. Foi uma da tempo que me interessei em questionar a doutrina, foi nisso que me apaixonei pelas ideias do francês Michel Focault, que sempre questionava as medidas de Kant/Comte, que defendiam que as pessoas tem que ser doutrinadas para obter exito, será mesmo que precisamos ser doutrinados daquilo que não queremos acreditar? E nossa liberdade de escolha? Isso Focault demonstrava em seus métodos sociológicos de que não devemos seguir uma doutrina, principalmente num mundo globalizado de hoje, que conhecemos tipos, costumes e ideias diferentes, será mesmo que temos que seguir a risco a Ordem e Progresso de Comte? Você pode até falar que estou sendo radical, porém discordo neste ponto, porque o método do positivismo de Comte é até hoje nas escolas militares, tudo bem que precisamos de ordem para obter o êxito da finalidade que é o progresso, mas precisamos de liberdade para fazer nossas escolhas, que por muitos positivistas é errado seguir. O que é o ser humano sem liberdade? O que seria ele sem sua escolhas? A disciplina pode ser doutrinada com mescla de questionamentos, mas ela tem que ser balanceada para manter o equilíbrio de onde vivemos. Não adianta você seguir uma ordem, se aquela ordem não é justa e racional, temos que visar a racionalidade e um tempero da emoção também. Não somos um Iron Man, que é rancoroso por aqueles que um dia nos aplaudiu e agora vaia como demonstra na música do Sabbath “Ele enlouqueceu?/Ele pode ver ou ele é cego?/Ele pode andar direito/Ou se ele se mover ele cairá?Ele está vivo ou morto?/Tem pensamentos em sua cabeça?Vamos apenas passar por ele/Por que deveríamos nos importar?/Ele foi transformado em aço/No poderoso campo magnético/Quando ele viajou no tempo/Para o futuro da humanidade/Ninguém o quer/Ele só contemplava o mundo/Planejando sua vingança/Que em breve se realizaria/Agora é a hora/Para o homem de ferro espalhar o medo/Vingança que vem da sepultura/Matando as pessoas que um dia salvou/Ninguém o quer/Apenas viram a cabeça/Ninguém o ajuda/Agora ele tem sua vingança/Botas pesadas de chumbo/Enche suas vítimas de terror/Correndo o mais rápido que elas podem/O homem de ferro vive novamente!” 

                       Sabbath é muito bom no questionamentos sociais e psicológicos da sociedade, até mesmo faz você refletir do seu lado mais emocional, como perder alguém especial que viveu do seu lado como na música Changes do álbum Vol 4: “Me sinto infeliz, e tão triste/Perdi a melhor amiga que já tive/Era a minha mulher, eu a amava tanto/Agora é tarde demais, eu a deixei ir/Estou passando por mudanças” Ou até mesmo confuso, porque o mundo não te reconhecia como Wheels Of Confusion “Perdido nas rodas da confusão/Percorrendo fornalhas de lágrimas/Olhos carregados de ilusões nervosas/Escondendo-se nos medos do dia-a-dia/Assim eu descobri que a vida é apenas um jogo/Mas você sabe que nunca há um vencedor/Tente o seu melhor, mas você vai ser um perdedor/O mundo ainda estará girando quando você se for/Sim, quando você se for!” Você já pensou nisso?

Já  pensou que sua vida não para aqui? A National Acrobat do álbum Sabbath Bloody Sabbath, mostra como a vida é um aprendizado, que tudo que você aprendeu, tem sua essência, você tem que amar para poder viver, porque o ódio é sinal que você está perdido “Bem, eu sei que é difícil para você para saber da razão/E eu sei que você vai entender mais quando for a hora de morrer/Não acredite que a vida que você vai ter será a única/Você tem que deixar seu corpo dormir para a sua alma viver/Quero que você me ouça/Estou tentando terminar/O amor te deu vida e agora isso te afeta/Os olhos cegados pela sua própria vida farão sua alma voltar/Eu ainda olho, mas não toco as sementes da vida foram plantadas/Abrem-se as cortinas do futuro, o segredo permanece desconhecido” E você já se preparou para o dia da sua morte?  Essa é a parte de que Ozzy/Tony/Bill/Geezer me ensinaram a ver o mundo de outra forma.

Com a chegada do Dio, Black Sabbath perde a voz sonsa e ganha uma voz bipolar do nosso querido mundo, um anjo demoniaco, Ronnie James Dio, nada mais que um vocalista espetacular.band80

O Black Sabbath não foi o mais mesmo? Acredito que ele mudou a sua essência para o Dio, porque a inteligência que esse baixinho passou, na minha opinião foi uma das mais marcantes. Eu comentei ai em cima que veio um voz meio angelical e demoniâca certo? Não só foi em sua voz, mas nas letras. O que você acha que você está numa luta das maiores divindades do seu espírito? Você ia para Heaven ou para o Hell? Dio e o novo Sabbath foi daqueles que criticava essa maneira de pensar, porque a pessoa feliz que ama sua vida, não é tolo mas feliz. O single do primeiro álbum Heaven And Hell sempre diz para buscarmos a felicidade “O amante da vida não é um pecador/O fim é apenas um iniciante/Quanto mais perto você chegar do significado/Mais cedo você saberá que você está sonhando/Então isto segue adiante, sem parar, sem parar/Sem parar, sem parar, o Céu e o Inferno/Eu posso dizer tolo, idiota!” E você já parou pra pensar porque você não é feliz? 

Continua….

Lucy

Tags

, ,

Lucy_(2014_film)_poster

Um dos filmes mais emblemáticos e também complexo, um filme forte e também chocante. Muitos não entendem o significado dessa grande obra prima de Luc Besson. O choque da realidade e da fantasia é chocante no filme, faz a gente questionar “Será mesmo que isso existe?” “Este direito exagerou demais né?” eu acostumado de ver um filme estilo Christopher Nolan, não me chocou tanto este trabalho.

Lucy não é aquele filme que você entende de primeira, é um filme para você abrir a mente, um filme que faz você deixar seu cérebro no nível 0 para você entender a complexidade que é esse filme. Para assistir o filme e entender eles, desliga sua mente e ignora tudo que você acha que exista, deixa de lados seus valores, suas experiências, tudo que aconteceu na sua vida, deixe de lado e se interaja com o filme, mas lembre-se questione tudo que está neste filme. Porquê? Porque só assim vai ter a hermenêutica da verdadeira essência desse filme. Não já ouviu falar da frase “O maior segredo desta vida é você mesmo!” se você já ouviu pratique.

Mas chega de enrolações, vamos para as atuações. A bela Scarlett Johansson, sim também sou muito fã dessa grande atriz, fez um papel de uma mulher de que teve um começo bem frágil, insegura e depois ao longo do filme ela vira a mulher. É uma evolução incrível que ela teve neste filme, daquela mulher que não tinha ambição por nada e inocente por tudo, virou a mulher mais inteligente do planeta. Sem falar que a sensualidade e o charme da Scarlett faz Lucy ser um personagem muito interessante.

Morgan Freeman, um ator já prestigio e fora de série em suas atuações, sempre como uma pessoa importante, nesse filme ele invés de mestre como vários filme, ele foi começou como mestre de uma nova teoria sobre, o que aconteceria se o humano ultrapasse os 10% do cérebro que ele usa, quem já leu a coleção do Guia Mochileiro das Galáxias do britânico Douglas Adams, realmente vai ver referências deste filme. Mas falando do Morgan, ele faz um papel bem intrigante por fazer suposições de nossas capacidades mentais. E uma diálogo de Freeman e Johansson que me fez realmente acreditar que o filme é bom.

“- É muito conhecimento, o mundo entrará em caos e desordem se descobrir tudo isso…. – Professor Norman

– A ignorância trás desordem e caos a sabedoria não – Lucy “

Esse realmente é um dos meus diálogos prediletos do filme.

Não digo a frase mas um ponto mais marcante do filme, é quando Lucy lembra tudo que ela viveu desde coisas que nós seres humanos, não temos capacidade de lembrar – eu por exemplo, minha memória mais velha que eu tenho, é quando eu estava no carro com meus pais, voltando da para casa e lendo tudo que eu via, porque eu tinha aprendido a ler na minha escola, eu tinha 4 anos e você se lembra qual é sua lembrança mais longa? – conversando com sua mãe, que ela não tinha falado há muito tempo.

tumblr_nfjqv9KgOM1rsyukao1_500

Umas curiosidades é do filme é que eles mencionam a primeiro ser humano encontrado Lucy, na Etiópia datado por 3,2 milhões de ano. O nome é muito peculiar porque significa “Luz” e quem vêm da Luz na mitologia cristã? (risos).

Nota (9,5)

Quem sou eu?

10857963_10202415420621598_5294325388510357794_n

Meu nome:  Hildeni Antonio Gomes Júnior

Idade: Atualmente tenho 22 anos 2 meses e 6 dias.

Porque Denny Rodrigues Gomes?Denny é meu apelido não é Deni porque é meu apelido do meu pai, Rodrigues Gomes é uma homenagem ao nome das minhas família, Rodrigues da parte da materna e Gomes parte do paterna.

Minha religião: Atualmente é Budista, participo do grupo do BSGI (Associação Brasil Soka Gakkai), já fui Cristão Apostólico Romano Ocidental, traduzindo era da Igreja Católica por 17 anos da minha vida, por problemas particulares, eu não aceitei mais as condições dessa doutrina, mas mesmo assim respeito e tenho admiração, porque são minhas raízes;

Minha visão política: Tenho uma visão social democrata, porém sou republicano e patriota. Sou simpatizante do Partido da República, que posteriormente estarei me filiando ainda este ano.

Música: Gosto de vários tipos de música, pois sou apaixonado pelas letras que os compositores e interpretes que desenvolve melodicamente com perfeição. Mas de gêneros gosto de Rock, Jazz, Eurudita, Gregoriano e MPB, outros como Samba e Sertanejo eu gosto mais das antigas.

Leitura: Gosto muito de ler, são vários tipos de leituras que eu gosto. Ficção, Esoterismo, Filosofia, Drama, Policial, Biografia, Política, Economia, Filosofia, História, Sociologia, Direito, Aventura, Crônicas, Humor, Poesia, Teoria e Crítica e Romance.

Esportes: Gosto muito de futebol, apesar de saber das suas sujeiras que vivem ao redor do mundo, de basquete, voleibol, tênis, futebol americano, beisebol, natação. Realmente é difícil eu não gostar de um esporte. Porque cada talento que a gente vê, mostra como o ser humano é muito interessante.

Inspirações: Dos vivos só meus pais, mortos tem vários como mais destaques: Platão, Fernando Pessoa, Charles Chaplin, Getúlio Vargas e Marlon Brando.

Hobbys: Gosto de ler, debater, jogar jogos de raciocínios, ouvir músicas e escrever poesias.